Biografia, Curiosidades e Discografia de Denny Laine, guitarrista dos Wings

Denny Laine, cujo nome real é Brian Hines, nasceu no dia 29 de Outubro de 1994, em Birmingham, Inglaterra. Denny começou a tocar guitarra sob a influência da lenda do jazz Django Reinhardt. Aos 11 anos, já se apresentava em público.

Um de seus primeiros grupos chamava-se John Dean & the Dominators. Johnny Dean foi o primeiro pseudônimo de Denny. Na época, havia um outro grupo em Birmingham chamado The Senators, que foram convencidos por Denny a tornar-se sua banda de apoio. Assim, ele mudou seu nome para Denny Laine e The Senators e depois tornaram-se The Diplomats.

Denny começou sua carreira profissional com esta banda, formada em Setembro de 1962. Eles tinham um estilo muito interessante, com ternos e cabelos oxigenados. A banda nunca lançou um disco, mas abriram um show para os Beatles no Plaza Ballroom, em Old Hill, no dia 5 de Julho de 1963. Também tiveram um outro nome, quando Nicky James, um cover de Elvis, juntou-se a eles por um curto período. Eles mudaram o nome para Nicky James with Denny Laine & the Diplomats. Laine deixou a banda em Abril de 64, chateado com a falta de sucesso comercial, mas The Diplomats continuaram.

Então, um mês depois de sua saída, Denny, juntamente com Mike Pinder, Ray Thomas, Graeme Edge e Clint Warwick, formou os Moody Blues. Denny era o guitarrista e o vocalista do grupo. Seu maior sucesso foi “Go Now”, que alcançou n° 1 na Inglaterra por duas semanas e n° 10 na Billboard. Mais de 1 milhão de cópias foram vendidas no mundo. Os Moody Blues tornaram-se bastante conhecidos depois disto, então Brian Epstein, empresário dos Beatles, os contratou. Assim, eles entraram em turnê com o Fab Four. Denny diz que foram convidados pelos próprios Beatles para ir, pois já eram amigos, frequentavam os mesmos clubes e festas, etc. Apesar de os Moody Blues terem outras músicas ótimas, sua popularidade começou a cair, o que levou Denny a sair da banda em agosto de 66, junto com Clint Warwick.

Laine, então, criou a Denny Laine & the Electric String Band, que inspirou a formação da famosa Electric Light Orchestra – ELO (que tinha como membros 2 ex-colegas de Denny nos Diplomats, Bev Bevan e Roy Wood). Este grupo misturou instrumentos elétricos com violino e violoncelo. A idéia era muito boa, mas não acabou não vingando, apesar de a Electric String Band receber ótimas críticas de shows. Chegaram a tocar com The Jimi Hendrix Experience em 1967! A idéia funcionou para a ELO 3 anos depois.

Depois dessa experiência, Denny entrou para a banda Balls, no verão de 1969, como baixista. Um de seus colegas de banda era o guitarrista da Electric String Band, Trevor Burton. Em dezembro de 69, Denny e Trevor trocaram de lugar (Denny tornou-se o guitarrista e Trevor, o baixista). Balls teve por volta de 5 diferentes formações ao longo dos anos. Apenas um single foi lançado: “Fight for My Country”/”Janie Slow Down”. Eles se separaram em janeiro de 1971.

Enquanto ainda fazia parte da Balls, Denny participou de algumas sessões com dois dos melhores guitarristas do mundo: George Harrison e Eric Clapton, mas, infelizmente, nada do que eles gravaram foi lançado. Ele também foi um mebro da Ginger Baker’s Airforce, um grupo de rock que fez muitos shows na Inglaterra e nos EUA, fazendo muito sucesso. Esta banda foi dissolvida por Ginger Baker em fevereiro de 1970.

Então, em 1971, Denny deu o passo mais importante de sua carreira: foi convidado por Paul McCartney a entrar no seu novo grupo, Wings. Paul ligou para Denny, contando do seu novo disco, Ram, e dizendo que queria uma voz masculina para sua banda. Denny aceitou e no dia seguinte os dois se encontraram na Apple para discutir os detalhes. Denny foi o único membro dos Wings (exceto Paul e Linda) que ficou do início ao fim do grupo. Com os Wings, Denny escreveu sua próprias músicas (ex: “Again & Again & Again”) e co-escreveu muitas outras com Paul, como “Mull of Kintyre”, que vendeu milhões de cópias no mundo e foi o primeiro n° 1 de Paul na Inglaterra desde os Beatles.

Paul e Denny Laine em 2007

Em turnês com os Wings, Denny até cantou seu antigo sucesso “Go Now”, que está no album Wings Over America. Depois de muitas turnês e diferentes formações, a banda acabou. A principal razão, contada por muitas pessoas, é que Denny ficou bastante chateado com a prisão de Paul no Japão por porte de maconha. Depois disso, ele passou a achar o futuro do grupo incerto. Paul, por outro lado, diz que já estava cansado de lidar com uma banda e de tantas formações diferentes. Mesmo assim, Paul e Denny continuaram amigos. McCartney toca no Japanese Tears, de Denny, e Denny aparece em 2 trabalhos solo de Paul: Tug of War (tocando em quase todas as faixas) e Pipes of Peace (listado na seção de agradecimentos). Mas, em 1983, Denny deu uma entrevista a Geoffrey Giulliano, na qual ele falou sobre sua relação com a família McCartney e os Wings. Paul e Linda não gostaram do que foi dito e decidiram cortar laços com Laine.

Depois dos Wings, Denny começou a trabalhar sozinho ou em parceria com sua esposa na época, Jo Jo, e amigos como Steve Holly (Wings) e Rich Grech e Ginger Baker (Ginger Baker’s Airforce). Em seguida, ele trabalhou com The World Classic Rockers, uma banda com ex-membros dos maiores grupos de rock do mundo, como Steppenwolf, Toto, The Eagles, e obbviamente, The Moody Blues e Wings.

Por Mariana Mello

Curiosidades

– The BeatleMoodies! Os Beatles fazem sua refeição com os Moody Blues. Denny é aquele que está ao lado do Ringo. Os Moodies também eram contratados de Brian Epstein.

– Denny fez backing vocals para George Harrison na música “All Those Years Ago”.

– Denny participou de 2 projetos de membros da família McCartney: o álbum solo de Linda (que nunca foi lançado, mas originou um single, Seaside Woman) e o álbum do irmão de Paul, Mike McGear, que foi lançado em setembro de 74.

– Os Wings tinham um pseudônimo: The Country Hams. Usando este nome, eles gravaram “Walking in the Park with Eloise”, uma música escrita pelo pai de Paul, Jim McCartney.

– Denny já esteve envolvido num projeto com Zak Starkey, filho de Ringo Starr. Era chamado Wind in the Willows, e era uma tradução musical de um romance.

– Denny cantou “I Wish it Could be Christams Everyday” num disco chamado Santa Claus goes Heavy Metal.

Discografia

The Moody Blues
The magnificent Moodies
(Jul 65, Decca)
(CD reissue: Decca, 1988, with 13 bonus tracks)

Ginger Baker’s Airforce
Airforce
(Feb 70, Polydor)

Wings
Wings Wild Life
(Dec 71, EMI)

Red Rose Speedway
(Apr 73, EMI)

Band on the Run
(Dec 73, EMI)

Venus and Mars
(May 75, Columbia/Parlophone)
(remastered CD: 1993, MPL)

Wings at the Speed of Sound
(Mar 76, EMI)

Wings over America
(Dec 76, EMI/Capitol)
(3LP, 2CD), (live)

London Town
(Mar 78, Capitol/Parlophone)
(remastered CD: 1993, MPL)

Wings greatest
(Dec 78, Capitol/Parlophone)
(compilation, it included several non-LP tracks)

Back to the Egg
(Jun 79, EMI)

World Classic Rockers
Rock the World
(2001)

Solo
Ahh Laine
(Nov 73, Wizard)

Holly Days
(May 77, EMI/Capitol)

Japanese Tears
(1981, Polydor)

Anyone Can Fly
(1982, Polydor)

In Flight
(CD reissue of “Japanese Tears”)
(1984)

Hometown Girls
(1985, President)

Wings on my Feet
(1986, President)

Lonely Road
(1988, President)

Master Suite
(1988, Magnum Force)

All I Want is Freedom
(1990, JAWS)

Blue Nights
(1994, President)
(compilation)

Rock Survivor
(1995, WCP)

Go Now
(1995, Prime Cuts)

Reborn
(1996, Griffin)

Wings at the Sound of Denny Laine
(1996, Scratch)

Danger zone
(Laserlight)

The Moody Blues – in Words and Music
(Outlaw)

In Time
(Semaphore)
(compilation)

The Masters
(1998, Eagle)
(2CD – compilation)

Arctic song
(1998)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s